Usinagem de Campo

A Usinagem de Campo é um processo que repara ou reconstrói máquinas de fabricação de papel, turbinas a vapor, compressores e bombas de porte, prensas, reatores de processos petroquímicos, motores diesel marítimos e estacionários, sistemas de tubulação soldados e/ou flangeados no local da instalação. Ela é complementada por outros serviços, tais como: ensaios não destrutivos, medições e avaliações óticas, solda e tratamento térmico.
 
A expressão e a técnica de “Usinagem de Campo” são genéricas e diversas, pode ser desde uma simples preparação de uma ponta de tubo de diâmetro nominal de uma polegada através de chanfro de solda (bisel), um serviço que leva apenas cinco minutos, ao faceamento retificado na superfície de vedação em corpo de reator de três metros de diâmetro real, serviço de aproximadamente três dias.
 
Usinar o campo é biselar, facear, desbastar, retificar, fresar, cortar, furar ou mandrilhar no local da instalação do equipamento.
 
Vantagens do procedimento
 
1 – Mínima parada operacional;
2 – Equipamentos não precisam ser transportados;
3 – A mão de obra é especializada e treinada para estes procedimentos;
4 – Grande economia financeira.